A Google fez o lançamento oficial do Android Things 1.0, o seu sistema operacional seguro para a Internet das Coisas, na última segunda 07/05. O sistema foi anunciado inicialmente em 2016 e, desde então, veio recebendo várias versões prévias para desenvolvedores.

O sistema surgiu para dar mais segurança aos dispositivos enquadrados no padrão da Internet das Coisas ou IoT. Isso porquê os fabricantes criam aparelhos conectados à internet sem muitas preocupações ou mesmo habilidades de segurança digital e acabam criando brechas nas redes domésticas dos usuários, tornando-as fáceis de explorar por parte de hackers.

A Classe {A} Soft iniciou de forma pioneira a programação de seus produtos no sistema operacional, pois preza pela segurança de seus clientes e busca proporcionar a melhor experiência, tanto na qualidade de seus produtos quanto na proteção de dados dos usuários.

Mas o que isso implica na prática?

O Android Things 1.0 é um sistema operacional padronizado e fechado, através dele só é possível criar apps para os dispositivos realizarem as tarefas que lhes foram atribuídas. E a partir disso, os desenvolvedores poderão criar atualizações para seus apps e enviar para os dispositivos de IoT através de um console online criado pela Google, proporcionando maior segurança para o usuário final, ou seja, você!

Para mais informações acesse:
https://android-developers.googleblog.com/2018/05/say-hello-to-android-things-10.html

E lembre-se, pensou em segurança e confiabilidade, pensou Classe {A} Soft!